A arquitetura é uma das artes mais belas e complexas. Quando bem projetada e executada, ela pode até ajudar no processo de cura de uma doença tão grave como o câncer. Mas como?

É incrível o poder que todo tipo de arte tem de causar sensações, emoções, reações fisiológicas dos mais diversos tipos em seus observadores.

No caso da arquitetura, essa enxurrada de emoções é ainda mais acentuada. Não apenas observamos os espaços com o olhar, mas também podemos tocá-los, ouvi-los e sentir seus perfumes.Casa Ao Cubo - 5 sentidos

É uma explosão de emoções causada pelo acúmulo de quase todos os sentidos que a máquina perfeita do corpo humano consegue sintetizar. E ISSO PODE, SIM, PROPORCIONAR A CURA!

  • Casa Ao Cubo - Maggie´s Cancer Centre
    Maggie´s Cancer Centre - Foster + Partners - Casa Ao Cubo
  • Casa Ao Cubo - Maggie´s Cancer Centre 05
    Maggie´s Cancer Centre - Foster + Partners - Casa Ao Cubo
  • Casa Ao Cubo - Maggie´s Cancer Centre 04
    Maggie´s Cancer Centre - Foster + Partners - Casa Ao Cubo
  • Casa Ao Cubo - Maggie´s Cancer Centre 03
    Maggie´s Cancer Centre - Foster + Partners - Casa Ao Cubo
  • Casa Ao Cubo - Maggie´s Cancer Centre 06
    Maggie´s Cancer Centre - Foster + Partners - Casa Ao Cubo
  • Casa Ao Cubo - Maggie´s Cancer Centre 02
    Maggie´s Cancer Centre - Foster + Partners - Casa Ao Cubo
  • Casa Ao Cubo - Maggie´s Cancer Centre 07
    Maggie´s Cancer Centre - Foster + Partners - Casa Ao Cubo
  • O arquiteto Norman Foster visita e acompanha as obras do Maggie´s Cancer Centre, em Manchester, UK.
    Norman Foster

A Arquitetura como um caminho para a cura

Neste ano, em Manchester, UK, foi inaugurada a mais nova unidade do Maggie´s Cancer Center. Projetado pelo escritório Foster + Partners, o espaço tem como objetivo auxiliar, de maneira gratuita, os pacientes de câncer.

O edifício foi projetado com apenas um pavimento, exatamente como as outras casas do bairro, transmitindo a sensação de “lar” para quem o frequenta.

Casa Ao Cubo - Maggie´s Cancer Centre 05

No centro da construção o telhado é mais alto, criando um mezanino que abriga as áreas administrativas. Onde o telhado é mais alto, a luz natural entra em abundância através de claraboias triangulares.

Essas claraboias são estruturadas por vigas treliçadas de madeira leve, MARAVILHOSAS!

Casa Ao Cubo - Maggie´s Cancer Centre 02

As vigas fazem uma divisão entre as diferentes áreas internas, dissolvendo visualmente o edifício entre os jardins ao redor. Os materiais utilizados combinam cores quentes, madeira natural e superfícies texturizadas.

Casa Ao Cubo - Maggie´s Cancer Centre 03

Por todo o centro, o foco está na luz natural, no verde e nas vistas para os jardins (conheça também os jardins do Château de Cheverny, na França).

A extremidade sul do edifício estende-se para abraçar uma estufa, uma celebração de luz e natureza, que oferece um jardim para retiro. Um espaço onde as pessoas se reúnem, realizam trabalhos manuais e usufruem das qualidades terapêuticas da natureza e do ar livre. É um espaço para plantar flores e outras espécies que poderão ser consumidas pelos pacientes, oferecendo a eles uma sensação de propósito de vida justamente no momento em que estão mais vulneráveis.

Casa Ao Cubo - Maggie´s Cancer Centre

Palavras do mestre Norman Foster:

“Eu tenho experiência própria do sofrimento de um diagnóstico de câncer. O nosso objetivo em Manchester, a cidade da minha juventude, foi criar um edifício acolhedor, amigável e sem qualquer referência institucional a um hospital ou centro de saúde. Um espaço acolhedor e cheio de luz onde as pessoas podem se reunir, conversar ou simplesmente refletir. É por isso que por todo o edifício tem um foco de luz natural, verdes e vistas; com uma estufa para fornecer flores frescas e uma ênfase nas qualidades terapêuticas da natureza e do ar livre. A estrutura de madeira ajuda a conectar o edifício com o verde do entorno – externamente esta estrutura será parcialmente coberta por vinhas, fazendo com que a arquitetura pareça dissolver-se por entre os jardins”, disse Lord Norman Foster -presidente e fundador da Foster + Partners.

Casa Ao Cubo - Norman Foster

O arquiteto Norman Foster visita e acompanha as obras do Maggie´s Cancer Centre, em Manchester, UK.

Não é à toa que Norman Foster é um dos melhores, mais renomados e mais premiados arquitetos em exercício. Suas obras têm vida e promovem a qualidade de vida. E isso cura!

Parabéns, mestre!

 

Gostou??? Clique no coraçãozinho para curtir a matéria.

E inscreva-se aqui ao lado para receber nossas novidades em primeira mão!   —–>

Até o próximo post!

ALESSANDRA PALMEZAN | JÉSSICA ROSSA | ADRIANO GRONARD

 

Texto: Alessandra Palmezan

Fontes: www.fosterandpartners.com, www. manchestereveningnews.co.uk, www.marianakalil.com.br

4 Respostas para Arquitetura Que Cura – você acha possível?

  1. Alessandra disse:

    Emocionante… Lindo saber que a arquitetura tem esse poder mágico da cura!

  2. […] Conheça outra obra do escritório Foster + Partners que o {CASA)³ publicou aqui no blog em agosto/2016: através de mais um projeto baseado em materiais aconchegantes, LUZ NATURAL e muito verde, o Maggie´s Cancer Center propõe uma ARQUITETURA QUE CURA. […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

0
0
0