A LUZ NATURAL é capaz de transformar a arquitetura (que é uma arte primordialmente estática) em espaços

 

d-r-a-m-á-t-i-c-o-s

 

D-i-N-â-M-i-C-o-S…

 

Inspire-se agora!!!

 

Cenografia da Igreja de Saint-Pierre, em Firminy, projetada pelo mestre Le Corbusier:

Pela manhã, pequenas janelas criam pontos de luz no chão que, pouco a pouco, misteriosamente, transformam-se em ondas luminosas que passeiam pelas paredes. Cilindros de policarbonato com sulcos concêntricos causam este efeito impressionante. Saint-Pierre, Firminy - Le Corbusier - Imagem: Henry Plummer

Pela manhã, pequenas janelas criam pontos de luz no chão que, pouco a pouco, misteriosamente, transformam-se em ondas luminosas que passeiam pelas paredes. Cilindros de policarbonato com sulcos concêntricos causam este efeito impressionante. Saint-Pierre, Firminy – Le Corbusier – Imagem: Henry Plummer

 

Por volta do meio-dia as ondas cedem lugar a feixes bem definidos de luz, através de aberturas zenitais em ângulos localizadas na cobertura. Saint-Pierre, Firminy - Le Corbusier - Imagem: Henry Plummer

Por volta do meio-dia as ondas cedem lugar a feixes bem definidos de luz, através de aberturas zenitais em ângulos localizadas na cobertura. Saint-Pierre, Firminy – Le Corbusier – Imagem: Henry Plummer

 

Com a aproximação do pôr do sol, uma luz dourada entra na igreja e atinge a parede do altar, enquanto que um céu azul cai suavemente pelas janelas estelares, uma referência direta à Constelação Orion. Saint-Pierre - Firminy - Le Corbusier - Imagem Henry Plummer

Com a aproximação do pôr do sol, uma luz dourada entra na igreja e atinge a parede do altar, enquanto que um céu azul cai suavemente pelas janelas estelares, uma referência direta à Constelação Orion. Saint-Pierre – Firminy – Le Corbusier – Imagem Henry Plummer

 

Siobhan Rockcastle e Marilyne Andersen comandaram uma pesquisa onde analisaram alguns exemplos de como a arquitetura contemporânea se relaciona com a luz solar.

O resultado foi uma categorização em 10 diferentes tipos de iluminação natural, que passeiam de padrões exageradamente diretos até espaços indiretos e difusos:

Imagens 3D de dez modelos de iluminação natural - do altíssimo contraste à iluminação totalmente difusa. Imagem © Siobhan Rockcastle, Marilyne Andersen.

Imagens 3D de dez modelos de iluminação natural – do altíssimo contraste à iluminação totalmente difusa. Imagem © Siobhan Rockcastle, Marilyne Andersen.

 

Siobhan Rockcastle e Marilyne Andersen - Exemplos De Obras Contemporâneas Em 10 Níveis De Iluminação Natural - ArchDaily

Siobhan Rockcastle e Marilyne Andersen – Exemplos De Obras Contemporâneas Em 10 Níveis De Iluminação Natural – ArchDaily

 

Neste post vamos conhecer os três principais grupos: ALTO CONTRASTE, MÉDIO CONTRASTE E BAIXO CONTRASTE.

 

Luz Natural – ALTO CONTRASTE

As sombras são fortes e definidas. O curso do sol faz com que os edifícios se tornem obras de arte dinâmicas e dramáticas.

 

  • Louvre Abu Dhabi – Jean Nouvel

Louvre Abu Dhabi - Jean Nouvel - Imagem TDIC Design Ateliers Jean Nouvel

Louvre Abu Dhabi – Jean Nouvel – Imagem TDIC Design Ateliers Jean Nouvel

 

O partido do projeto para o museu situado em Abu Dhabi consiste em uma combinação de sombreamento e feixes de luz, uma “chuva de luz”.

Neste breve vídeo é possível compreender O QUÃO INCRÍVEL é o resultado dessa “chuva de luz”, que faz com que o museu pareça movimentar-se sozinho:

 

O projeto executado pelo Ateliers Jean Nouvel é embasado em um grande ícone da arquitetura árabe: a cúpula. Sua forma é inspirada na arquitetura islâmica tradicional, com referências diretas às cúpulas de mesquitas e madrasas.

Detalhe da cúpula de Louvre Abu Dhabi - Jean Nouvel - Imagem TDIC Design Ateliers Jean Nouvel

Detalhe da cúpula de Louvre Abu Dhabi – Jean Nouvel – Imagem TDIC Design Ateliers Jean Nouvel

 

Jean Nouvel mostra ao Sheikh Sultan bin Tahnoon Al Nahyan o protótipo em escala real da entrada de luz pelas frestas da cúpula - Imagem TDIC

Jean Nouvel mostra ao Sheikh Sultan bin Tahnoon Al Nahyan o protótipo em escala real da entrada de luz pelas frestas da cúpula – Imagem TDIC

 

GALERIA DE IMAGENS

  • Louvre Abu Dhabi - Jean Nouvel - Imagem TDIC Design Ateliers Jean Nouvel
    Louvre Abu Dhabi - Jean Nouvel - Imagem TDIC Design Ateliers Jean Nouvel
  • Louvre Abu Dhabi - JeanNouvel - Maquete Escala 1/33 - Imagem One To One Gmbh
    Louvre Abu Dhabi - JeanNouvel - Maquete Escala 1/33 - Imagem One To One Gmbh
  • Louvre Abu Dhabi - JeanNouvel - Maquete Escala 1/33 - Imagem One To One Gmbh
    Louvre Abu Dhabi - JeanNouvel - Maquete Escala 1/33 - Imagem One To One Gmbh
  • Construção Louvre Abu Dhabi - Jean Nouvel - Imagem Grupo San Jose SA
    Construção Louvre Abu Dhabi - Jean Nouvel - Imagem Grupo San Jose SA
  • Construção Louvre Abu Dhabi - Jean Nouvel - Imagem Grupo San Jose SA
    Construção Louvre Abu Dhabi - Jean Nouvel - Imagem Grupo San Jose SA
  • Cúpula Louvre Abu Dhabi - Jean Nouvel - ArchDaily
    Cúpula Louvre Abu Dhabi - Jean Nouvel - ArchDaily
  • Obras Louvre Abu Dhabi - Jean Nouvel - Imagem Grupo San Jose SA
    Obras Louvre Abu Dhabi - Jean Nouvel - Imagem Grupo San Jose SA
  • Jean Nouvel mostra ao Sheikh Sultan bin Tahnoon Al Nahyan o protótipo em escala real da entrada de luz pelas frestas da cúpula - Imagem TDIC
    Jean Nouvel mostra ao Sheikh Sultan bin Tahnoon Al Nahyan o protótipo em escala real da entrada de luz pelas frestas da cúpula - Imagem TDIC
  • Detalhe da cúpula de Louvre Abu Dhabi - Jean Nouvel - Imagem TDIC Design Ateliers Jean Nouvel
    Detalhe da cúpula de Louvre Abu Dhabi - Jean Nouvel - Imagem TDIC Design Ateliers Jean Nouvel
  • Detalhe da cúpula de Louvre Abu Dhabi - Jean Nouvel - Imagem TDIC Design Ateliers Jean Nouvel
    Detalhe da cúpula de Louvre Abu Dhabi - Jean Nouvel - Imagem TDIC Design Ateliers Jean Nouvel
  • Ilustração em 3D do Louvre Abu Dhabi - Jean Nouvel - Imagem TDIC Design Ateliers Jean Nouvel
    Ilustração em 3D do Louvre Abu Dhabi - Jean Nouvel - Imagem TDIC Design Ateliers Jean Nouvel
  • Ilustração em 3D do Louvre Abu Dhabi - Jean Nouvel - Imagem TDIC Design Ateliers Jean Nouvel
    Ilustração em 3D do Louvre Abu Dhabi - Jean Nouvel - Imagem TDIC Design Ateliers Jean Nouvel
  • Ilustração em 3D do Louvre Abu Dhabi - Jean Nouvel - Imagem TDIC Design Ateliers Jean Nouvel
    Ilustração em 3D do Louvre Abu Dhabi - Jean Nouvel - Imagem TDIC Design Ateliers Jean Nouvel
  • Ilustração em 3D do Louvre Abu Dhabi - Jean Nouvel - Imagem TDIC Design Ateliers Jean Nouvel
    Ilustração em 3D do Louvre Abu Dhabi - Jean Nouvel - Imagem TDIC Design Ateliers Jean Nouvel
  • Ilustração em 3D do Louvre Abu Dhabi - Jean Nouvel - Imagem TDIC Design Ateliers Jean Nouvel
    Ilustração em 3D do Louvre Abu Dhabi - Jean Nouvel - Imagem TDIC Design Ateliers Jean Nouvel

 

Visite também o site do arquiteto francês Jean Nouvel e conheça as obras deste mestre ganhador de inúmeros prêmios de arquitetura mundial, incluindo o Prêmio Pritzker em 2008: www.jeannouvel.com.

 

Luz Natural – MÉDIO CONTRASTE

A categoria de MÉDIO CONTRASTE combina luz parcial ou seletiva direta com luz indireta.

Estes espaços evitam a dramaticidade das sombras marcadas e do contraste direto, mas também passam longe da monotonia:

 

  • Termas de Vals – Peter Zumthor

Termas De Vals - Peter Zumthor - Imagem Archdaily

Termas De Vals – Peter Zumthor – Imagem Archdaily

 

Termas de Vals é um hotel e spa localizado em uma pequena vila suíça. Projetado pelo arquiteto suíço Peter Zumthor, outro ganhador do Prêmio Pritzker (2009), oferece aos seus visitantes uma complexa experiência sensorial.

A intenção foi inserir o edifício na paisagem, pretendendo “amigavelmente” se relacionar com o entorno e não se impor perante este.

O edifício se integra totalmente ao entorno - Termas De Vals - Peter Zumthor - Imagem Archdaily

O edifício se integra totalmente ao entorno – Termas De Vals – Peter Zumthor – Imagem Archdaily

 

Pequenos “rasgos” entre as lajes e grandes aberturas nas fachadas permitem a entrada seletiva de luz natural direta, que juntamente com a iluminação artificial causam aos visitantes a sensação de paz da qual eles estão em busca para relaxar.

Pequenos "rasgos" trazem luz natural direta, combinada à iluminação artificial - Termas De Vals - Peter Zumthor - archzine.fr

Pequenos “rasgos” trazem luz natural direta, combinada à iluminação artificial – Termas De Vals – Peter Zumthor – archzine.fr

 

Diversas “porções” de paisagens são reveladas uma a uma, como se fossem quadros que estivessem ali dispostos para apreciação e relaxamento.

"Porções" de paisagens são reveladas uma a uma, como quadros - Termas De Vals - Peter Zumthor - archzine.fr

“Porções” de paisagens são reveladas uma a uma, como quadros – Termas De Vals – Peter Zumthor – archzine.fr

 

GALERIA DE IMAGENS

  • Termas De Vals - Peter Zumthor - archzine.fr
    Termas De Vals - Peter Zumthor - archzine.fr-fr_02
  • Termas De Vals - Peter Zumthor - betorod81.blogspot.com.br
    Termas De Vals - Peter Zumthor - betorod81.blogspot.com.br-blogspot-com-br_02
  • Termas De Vals - Peter Zumthor - Imagem Archdaily
    Termas De Vals - Peter Zumthor - Imagem Archdaily
  • Termas De Vals - Peter Zumthor - Imagem Archdaily
    Termas De Vals - Peter Zumthor - Imagem Archdaily
  • Termas De Vals - Peter Zumthor - Imagem Archdaily
    Termas De Vals - Peter Zumthor - Imagem Archdaily
  • Termas De Vals - Peter Zumthor - Imagem Archdaily
    Termas De Vals - Peter Zumthor - Imagem Archdaily
  • Termas De Vals - Peter Zumthor - Imagem Archdaily
    Termas De Vals - Peter Zumthor - Imagem Archdaily
  • Termas De Vals - Peter Zumthor - Imagem Archdaily
    Termas De Vals - Peter Zumthor - Imagem Archdaily
  • "Porções" de paisagens são reveladas uma a uma, como quadros - Termas De Vals - Peter Zumthor - archzine.fr
    "Porções" de paisagens são reveladas uma a uma, como quadros - Termas De Vals - Peter Zumthor - archzine.fr-fr_03
  • O edifício se integra totalmente ao entorno - Termas De Vals - Peter Zumthor - Imagem Archdaily
    O edifício se integra totalmente ao entorno - Termas De Vals - Peter Zumthor - Imagem Archdaily
  • Edifício se integra totalmente ao entorno - Termas De Vals - Peter Zumthor - archzine.fr
    Edifício se integra totalmente ao entorno - Termas De Vals - Peter Zumthor - archzine.fr-fr_04
  • Pequenos "rasgos" trazem luz natural direta, combinada à iluminação artificial - Termas De Vals - Peter Zumthor - archzine.fr
    Pequenos "rasgos" trazem luz natural direta, combinada à iluminação artificial - Termas De Vals - Peter Zumthor - archzine.fr-fr_01

 

“Quando olhamos para objetos ou edifícios que parecem estar em paz em si mesmos, a nossa percepção se torna calma e entorpecida. Os objetos que percebemos não têm nenhuma mensagem para nós, pois eles simplesmente estão lá… Aqui, neste vácuo perceptual, uma memória pode vir à tona…”

Peter Zumthor

Luz Natural – BAIXO CONTRASTE

A terceira categoria compreende o modo de iluminação difusa indireta e, portanto, elimina contrastes intensos e mudanças ao longo do tempo.

 

  • Naked House – Shigeru Ban

Paredes difusas alongam-se do solo ao teto e concedem a sensação de flutuar em uma nuvem. Naked House - Shigeru Ban - Imagem Hiroyuki Hirai

Paredes difusas alongam-se do solo ao teto e concedem a sensação de flutuar em uma nuvem. Naked House – Shigeru Ban – Imagem Hiroyuki Hirai

 

O projeto residencial concebido pelo arquiteto japonês Shigeru Ban, mais um mestre ganhador do prêmio Pritzker, é um dos melhores exemplos de iluminação natural de BAIXO CONTRASTE na arquitetura.

O edifício consiste em um único e amplo espaço de pé-direito duplo no qual quatro ambientes individuais podem ser movidos livremente. O resultado final é fruto do desafio aceito por Shigeru Ban ao receber um fax de seu cliente, explicando que queria uma casa que:

 

“proporciona o mínimo de privacidade, para que os membros da família não se isolem uns dos outros, uma casa que proporcione a todos a liberdade de desenvolver atividades individuais em uma atmosfera compartilhada, no meio de uma família unida.”

Cliente

As paredes externas são compostas por painéis corrugados de plástico reforçado com fibras. Difusas, alomgam-se do solo ao teto e concedem a sensação de flutuar em uma nuvem.

Devido às grandes superfícies verticais luminosas quase nenhuma sombra é vista na modelagem.

Visite o site do Shigeru Ban Architects e conheça mais sobre a obra deste profissional único: www.shigerubanarchitects.com.

GALERIA DE IMAGENS

  • Paredes difusas alongam-se do solo ao teto e concedem a sensação de flutuar em uma nuvem. Naked House - Shigeru Ban - ArchDaily - Imagem Hiroyuki Hirai
    Paredes difusas alongam-se do solo ao teto e concedem a sensação de flutuar em uma nuvem. Naked House - Shigeru Ban - ArchDaily - Imagem Hiroyuki Hirai
  • Paredes difusas alongam-se do solo ao teto e concedem a sensação de flutuar em uma nuvem. Naked House - Shigeru Ban - ArchDaily - Imagem Hiroyuki Hirai
    Paredes difusas alongam-se do solo ao teto e concedem a sensação de flutuar em uma nuvem. Naked House - Shigeru Ban - ArchDaily - Imagem Hiroyuki Hirai
  • Naked House - Shigeru Ban - www.shigerubanarchitects.com
    Naked House - Shigeru Ban - www.shigerubanarchitects.com

LEVE PARA CASA

Na Livraria Cultura você encontra títulos sobre todos os mestres da arquitetura mundial que citamos neste matéria.

O {CASA)³ selecionou algumas capas, mas as opções são infinitas:

Livro Le Corbusier

Livro Le Corbusier

 

Livro Jean Nouvel

Livro Jean Nouvel

 

Livro Peter Zumthor

Livro Peter Zumthor

 

Livro Shigeru Ban

Livro Shigeru Ban

 

E você? Qual tipo de iluminação prefere? Bem marcada com sombras fortes ou calma e relaxante com luz difusa?

Esperamos que tenha gostado deste post. Curta, comente, compartilhe!

Até a próxima publicação do {CASA)³!!!

 

ALESSANDRA PALMEZAN | JÉSSICA ROSSA | ADRIANO GRONARD

 

Texto: Alessandra Palmezan

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

0
0
0